5 segredos que ajudam a escolher a melhor cortina para sala

Já reparou na importância que a cortina tem na decoração dos ambientes? Se bem escolhida, ela passa sensações de aconchego, amplitude, conforto e elegância. Por isso, caprichar no momento de investir em uma cortina para sala é o segredo para compor um ambiente gostoso e convidativo.

Atentar para as cores, texturas, o tamanho ideal, a transparência são algumas das medidas que garantem o sucesso da escolha de uma cortina para sala. Para te ajudar nesse momento, listamos alguns truques para você seguir e acertar na escolha da cortina ideal!

1- Pense no tipo de ambiente que você deseja criar

Cortina para sala - ambientes(Reprodução – Pinterest)

Ao escolher cortinas de sala você deve, antes de mais nada, saber qual é o conceito do ambiente em que ela estará. Assim, moderno, rústico, industrial, minimalista, clássico, entre tantos outros, são estilos que ajudam a definir e nortear o produto ideal.

De nada adianta, por exemplo, apostar em uma cortina para sala de estar com tecidos pesados e grossos se você deseja um ambiente clean. Ou, por outro lado, investir em uma cortina para sala escura se o espaço é pequeno e necessita de claridade e sensação de amplitude.

2- Avalie com cuidado o tecido para cortina de sala

Cortina para sala - tecido(Reprodução – Pinterest)

Espaços aconchegantes pedem tecidos como com fibras naturais, que dão um volume médio e trazem conforto. Portanto, se você deseja modernidade, cortinas de seda podem ser a alternativa ideal. Um ambiente clean, por outro lado, pode receber bem o voil, que é um tecido levinho e transparente.

Persianas conferem um efeito mais básico à sala, ao passo que se você deseja um espaço extravagante, as cortinas em tons mais fortes ou estampadas são a melhor pedida. Dessa forma, artigos leves não funcionam muito bem em janelas grandes demais devido à quantidade de vento que passa por ali; já as mais pesadas não podem ser dobradas ou presas – e esse é um ponto fundamental a ser considerado.

3- Considere o padrão de tamanho da cortina

Cortina para sala - tamanho(Reprodução – Pinterest)

Em geral, a cortina vai do teto até o chão de uma sala. Entretanto, exceções podem ser observadas em janelas pequenas, que comportam tecidos mais leves e com, aproximadamente, 30 centímetros a mais de comprimento que seu próprio tamanho.

A seguir, te explicamos como medir a cortina da sala. Veja:

Para cortinas pequenas, na largura, deixe cerca de 10 cm a mais. Na altura, o varão ou trilho devem ser instalados pelo menos 15 cm acima da janela. Para baixo, 30 cm é uma medida aproximada de tecido que deve sobrar.

As cortinas compridas devem ultrapassar pelo menos 10 cm na largura da janela, de cada lado. Assim, na altura, vale o mesmo que a cortina pequena, com diferença de 15 cm acima da janela e, no comprimento, a dica é deixar a cortina ir a até 3 cm antes do chão. Porém, é importante que você nunca deixe a cortina arrastando no chão.

4- Avalie o ambiente para optar pela cor ideal

Cortina para sala - cor(Reprodução – Pinterest)

Salas decoradas com tons mais escuros e sóbrios devem receber cortinas claras e peças com aparência suave. Portanto, tecidos finos e mais transparentes são os ideais, já que permitem a passagem do ar, da luz e conferem elegância ao ambiente.

Espaços que contenham televisão ou quartos pedem um forro de cortina blackout, que pode ser fechado à noite e mantido aberto durante todo o dia. Enquanto isso, o tecido mais fino e leve se destacará e trará luminosidade ao ambiente. Lembre-se de que cores neutras são atemporais e funcionam com os mais variados estilos de decoração.

5- Tem sala pequena? Veja como escolher a melhor cortina

Cortina para sala pequena(Reprodução – Pinterest)

As cortinas para sala devem ser escolhidas considerando uma série de critérios. Um deles é o tamanho do ambiente, pois, se ele for pequeno, os cuidados devem ser maiores. O fundamental, em espaços com tamanho reduzido, é não abafar o ambiente. Por isso, invista em tons claros de cortina para sala pequena.

Receba o conteúdo do blog ARTEX por e-mail

Inscreva-se Política de privacidade

Branco, bege e nude são ideais, pois não chamam muita atenção para si e conferem mais amplitude. Em relação aos tecidos, os mais finos são preferíveis, já que viabilizam a passagem da claridade e deixam o espaço mais arejado. Um voil estampado, por exemplo, até pode ser utilizado, mas os desenhos devem ser bem pequenos.

Postagens Recomendadas
Mostrando 6 comentários
  • Avatar
    Maysa
    Responder

    Excelente!! 👏👏🌼

    • Camila Alves
      Camila Alves
      Responder

      Obrigada, Maysa 🙂

  • Avatar
    Eliana da Costa
    Responder

    Finalmente uma orientação que diga que a cortina não deve se arrastar “varrendo” o chão; não tem sentido e é extremamente anti-higiênico.
    Concordo plenamente que a cortina deva fica 3 cm acima do chão:

    “a dica é deixar a cortina ir a até 3 cm antes do chão. Porém, é importante que você nunca deixe a cortina arrastando no chão.”

    Gostei de todas as orientações.
    Muito obrigada.
    Eliana

    • Camila Alves
      Camila Alves
      Responder

      Oi Eliana 🙂 Que bom que gostou!! Realmente, o ideal é que a cortina não fique arrastando no chão, tanto por questões estéticas quanto por questões de higiene.

  • Avatar
    Maria Cristina de Oliveira Abrantes Oliveira Abrantes
    Responder

    Amei as dicas sobre cortinas !!!
    Aguardo mais comentários.

    • Camila Alves
      Camila Alves
      Responder

      Que legal que gostou, Maria! Depois conte para nós o que mais você quer ver no nosso blog 🙂

Deixe um Comentário