Como fazer meditação? 4 passos simples para iniciantes

A meditação é uma técnica muito utilizada por quem deseja alcançar um estado de calmaria e relaxamento. Através de métodos simples que envolvem foco e postura, é possível atingir um grau de paz interior e tranquilidade. Mas, afinal, como fazer meditação?

Engana-se quem pensa que a meditação é uma atividade complementar à yoga ou que só é eficaz em casos graves de estresse. Além dos benefícios já conhecidos, como redução da insônia e controle da ansiedade, a meditação é ideal também para quem procura melhorar o foco e a produtividade nos estudos e no trabalho. Isso porque, com a prática, você aumenta o seu grau de concentração e controle da mente. 

Se você pretende aprender como fazer meditação para praticar sozinho, sem a ajuda de um instrutor, nós separamos 4 passos simples para você começar já. É importante que, na ocasião, você esteja usando roupas confortáveis e que pense na prática como um exercício diário de 5 a 20 minutos, podendo ser feito 1 ou 2 vezes ao dia. 

Como fazer meditação: escolha um local

como fazer meditação

Na hora de pensar em como fazer meditação, é importante que você escolha um lugar calmo e tranquilo. Isso porque você vai precisar de um ambiente com o mínimo possível de distrações para se concentrar. 

Pode ser a sua sala, o jardim, o quarto, o escritório ou até mesmo o seu carro. O que vale aqui é ser um local bem reservado e menos barulhento. Escolha um canto desse espaço e se posicione de maneira confortável. 

Defina uma posição

meditação

Na hora de meditar, você pode se sentar no chão com os pés sobre as coxas, assim como nas técnicas orientais. Essa posição, conhecida como postura de lótus, pede que você mantenha as pernas cruzadas e a coluna ereta. Porém, ela não é obrigatória. 

Quando reservar um tempo para aprender como fazer meditação, opte por ficar sentado ou deitado em qualquer posição. Vale até mesmo uma cadeira ou um banco, desde que você esteja confortável, com a coluna reta. O pescoço precisa estar alinhado e os ombros devem permanecer relaxados.

Para se sentir ainda mais tranquilo, posicione as mãos sobre os joelhos com as palmas para cima, de modo que você relaxe os braços também. Se já tiver alguma familiaridade com a posição, una o dedo indicador e o polegar, formando um círculo. 

Foque na sua respiração

Após sentar-se de maneira confortável, é hora de finalmente fechar os olhos e pensar apenas na sua respiração. Você precisa inspirar de maneira profunda, puxando o ar, e fazer uma expiração lenta. Nessa hora, certifique-se que você está usando a barriga e o tórax, não apenas o peitoral. 

A princípio, focar apenas na respiração pode não ser uma tarefa tão fácil assim. Por isso, o ideal é que você pense no seu conforto e não deixe que essa atividade se torne desagrdável. Uma dica é contar até 4 para inspirar e até 4 para expirar. 

Se você se sentir melhor, ligue uma playlist de músicas calmas ou sons da natureza em um volume baixo. Elas vão te ajudar a levar sua mente para um novo lugar e podem ser essenciais para o item mais importante da nossa próxima dica. 

Mantenha a sua concentração

É comum e até esperado que, durante a sua meditação, sua mente seja invadida por pensamentos aleatórios. Problemas do dia a dia, questões profissionais, compromissos ou até a ansiedade para saber se está realizando a atividade de maneira correta.

Quando isso acontecer, não tente “brigar” com os seus pensamentos. Se eles aparecerem, deixe-os vir e depois partir. Pense no que achar prudente por um instante e mude o foco da sua concentração logo em seguida. 

A dica principal é direcionar a sua atenção. Nesta hora, imagine-se em um lugar específico, preferencialmente em contato com a natureza. Você pode também imaginar uma chama de vela acesa, se concentrar em um som como tic-tac do relógio ou no volume baixo das músicas que deixou tocando. 

É possível também usar esse momento para repetir um pensamento positivo enquanto respira ou imaginar um objetivo que você deseja muito alcançar. Assim que você for ganhando prática, fica mais fácil se concentrar de maneira correta e evitar esses pensamentos indesejáveis. 

Lembre-se: meditação é um hábito

O mais importante de como fazer meditação é saber que ela é uma técnica que pode ser totalmente aplicável na sua rotina e que vem para melhorar o seu bem-estar. Ela precisa ser confortável apenas para você. 

Isso quer dizer que nem todos os métodos ou estilos de meditação serão ideais para o seu dia a dia. O mais importante é adotá-la como um hábito que se tornará mais natural à medida que o tempo passar. 

Postagens Recentes

Deixe um Comentário